Médicos gaúchos viajam para ajudar RJ contra dengue

Uma equipe de 20 médicos gaúchos vai se integrar à frente de combate à dengue do Rio de Janeiro amanhã. O grupo, formado por pediatras e especialistas em medicina da família de diversos hospitais públicos e privados do Rio Grande do Sul, se encontrou hoje no Aeroporto Salgado Filho para viajar.

Agência Estado |

A primeira atividade será conhecer o protocolo local. Em seguida os médicos começarão a prestar assistência a crianças nas Unidades de Pronto Atendimento montadas no bairro da Penha, onde há a maior incidência da doença.

As despesas de alimentação e hospedagem serão pagas pelo governo do Rio de Janeiro, que também vai remunerar com R$ 500 cada plantão de 12 horas feito por médicos de hospitais privados. As passagens para o deslocamento do grupo foram oferecidas pela TAM. A equipe deve ser substituída por outra, também do Rio Grande do Sul, depois de 15 dias de trabalho. Outros Estados também vão participar da rede de ajuda ao Rio de Janeiro.

O secretário da Saúde do Rio Grande do Sul, Osmar Terra, lembrou que o Estado foi eficiente para controlar um surto de dengue em abril do ano passado e evitar novos casos desde aquela época. Mas também admitiu que os médicos gaúchos que forem ao Rio de Janeiro ganharão experiência em saúde pública ao vivenciarem uma situação de catástrofe. "A ação deles será positiva para o Rio Grande do Sul, o Rio de Janeiro e principalmente para as crianças que serão salvas."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG