Tamanho do texto

Pelo menos cinco mil médicos peritos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) de todo o País podem entrar em greve por tempo indeterminado esta semana, segundo informações da Associação Nacional dos Médicos Peritos da Previdência (ANMP). A categoria promove uma assembléia em Brasília hoje para analisar os efeitos da Medida Provisória 441, editada pelo governo no último dia 30 de agosto e que trata de remunerações a servidores, e decidir sobre a paralisação.

O descontentamento, segundo a associação, é geral, e a perspectiva é de greve até que o governo modifique ou reedite a Medida Provisória. Os peritos devem realizar nas próximas duas semanas paralisações de um dia para pressionar o governo por uma negociação. Caso não sejam ouvidos, eles ameaçam parar por tempo indeterminado.