Médico que atropelou e matou idosa é indiciado em MG

O médico Fellipe Ferreira Valle, de 29 anos, foi indiciado anteontem por homicídio doloso (em que há intenção de matar), lesão corporal e posse ilegal de munição de uso exclusivo das Forças Armadas. Ele foi responsável pela morte de Luzia Rodrigues Fernandes, de 65 anos, no último dia 16, no bairro Prado, em Belo Horizonte.

Agência Estado |

Antes de atropelar a senhora ele havia ingerido bebida alcoólica e fugido de cerco policial. Em seu carro foi encontrado um cartucho intacto de calibre 762, de uso exclusivo das Forças Armadas.

De acordo com a delegada Cláudia Nacif, o laudo pericial concluiu que Fellipe Valle realmente contribuiu para os acidentes. "Geralmente os crimes de trânsito são de natureza culposa, mas neste caso específico foram verificados vários elementos que o caracterizavam como dolo eventual", disse a delegada. Ela citou como elementos o fato do médico dirigir em alta velocidade, conduzir o veículo perigosamente, dirigir na contramão, fazer ultrapassagens arriscadas e desrespeitar os sinais de trânsito, além de fugir sem prestar socorro às vitimas.

Durante as investigações, a delegada ouviu quinze testemunhas. Foram identificados os bares em que o médico passou antes de causar os acidentes e foi feito um levantamento das bebidas que ele ingeriu através da cartela de consumo. Fellipe Valle foi encaminhado para a penitenciária Nelson Hungria, em Contagem. Sua habilitação foi apreendida e já foi solicitada a suspensão. O inquérito foi enviado à Justiça e a Delegacia de Acidentes de Veículos se colocou à disposição para eventual investigação sobre o caso.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG