O infectologista e primeiro secretário da Sociedade Brasileira de Infectologia, Mauro Salles, diz que a aglomeração de pessoas é uma das principais causas das doenças respiratórias no inverno. Ele explica que, além de gripes e resfriados, doenças como amigdalite, bronquite, otite, pneumonia, rinite e sinusite, na maioria dos casos são causadas por vírus ou bactérias, e transmitidas quando gotículas expelidas por vias aéreas penetram no organismo.

As informações são da Assessoria de Imprensa da SBI.

Nos meses de frio, as pessoas tendem a ficar mais próximas umas das outras e em locais fechados. Isso contribui para que haja mais casos de doenças respiratórias nessa época do ano, de acordo com a SBI. Alguns cuidados recomendados pelos especialistas são: evitar ambientes com grande concentração de pessoas, ar-condicionado, carpetes, cortinas de pano, almofadas e bichos de pelúcia. Mauro Salles afirma que se deve higienizar as mãos com frequência, usar lenço de papel ao tossir ou espirrar, manter-se hidratado e ter uma alimentação saudável. O infectologista alerta para que não seja feita a automedicação. Segundo ele, só um médico pode avaliar o paciente e indicar o tratamento adequado da doença.

AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.