Médica que usava identidade de outra profissional em UPA é presa no Rio

RIO DE JANEIRO ¿ Policiais da 37ª DP (Ilha do Governador) prenderam nesta quinta-feira uma médica suspeita de usar a identidade de outra médica para trabalhar irregularmente na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Manguinhos, na zona norte do Rio de Janeiro.

Redação |

Yajaira Yokasta Areas Valdez, de 37 anos, que é natural da República Dominicana, foi autuada em flagrante pelos crimes de falsidade ideológica e exercício ilegal da medicina.

De acordo com a titular da 37ª DP, Leila Goulart, a médica que teve a identidade roubada descobriu que estava sendo lesada, depois que uma amiga informou que tinha visto seu nome na relação de funcionários da UPA de Manguinhos.

Ainda segundo a delegada, a médica que foi vítima do golpe informou que conhecia a suspeita. Elas teriam discutido depois de um curso que fizeram juntas.

As investigações mostraram que Yajaíra chegou a abrir diversas contas bancárias com o nome da vítima, fazendo com que as agências telefonassem para ela, cobrando dívidas.

Leia mais sobre: falsidade ideológica

    Leia tudo sobre: falsidade ideológicamédicosupa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG