O Ministério da Educação (MEC) decidiu hoje arquivar o pedido de explicações à Universidade Bandeirante (Uniban) sobre a expulsão da aluna de turismo Geisy Arruda. A jovem foi hostilizada e xingada por diversos alunos no dia 22, no câmpus de São Bernardo, por usar um vestido curto.

Embora o ministério considere a expulsão um "episódio superado", a Assessoria de Imprensa do órgão destacou que o MEC "acompanhará atentamente o processo de reinserção da aluna no corpo de estudantes da instituição".

A decisão do MEC foi tomada após a Uniban ter revogado ontem o desligamento de Geisy. O caso ganhou destaque na imprensa nacional e internacional. Organização não-governamentais (ONGs), movimentos sociais e sindicais criticaram a posição da universidade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.