MEC altera seleção de universidades federais e ProUni

A secretária do Ensino Superior do Ministério da Educação (MEC), Maria Paula Dallari, anunciou ontem novas regras para o programa de bolsas Universidade Para Todos (ProUni) e para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) das universidades federais. A partir da seleção no meio deste ano, os candidatos poderão usar a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para escolher duas opções de curso, em etapa única.

iG São Paulo |

A secretária do Ensino Superior do Ministério da Educação (MEC), Maria Paula Dallari, anunciou ontem novas regras para o programa de bolsas Universidade Para Todos (ProUni) e para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) das universidades federais. A partir da seleção no meio deste ano, os candidatos poderão usar a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para escolher duas opções de curso, em etapa única.

No Sisu, os candidatos indicavam uma única opção, mas tinham chances em três etapas diferentes. No ProUni, os estudantes escolhiam até cinco cursos em três etapas. Além de aproximar as regras de as ambas seleções, o MEC decidiu unificar as datas: as inscrições tanto do ProUni quanto do Sisu ficarão abertas entre 10 e 14 de junho.

Na seleção para as federais, caso a nota do Enem seja suficiente para o aluno ingressar no curso indicado como primeira opção, o candidato terá de efetivar a matrícula, sob pena de ser retirado do sistema. Se passar apenas na segunda opção, pode permanecer para a segunda ou terceira rodadas de convocação. Haverá uma única lista de espera.

"Vai desestimular o jogo que ocorria e agilizar o sistema", afirmou Maria Paula, durante reunião com o Conselho Universitário da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG