O Ministério da Educação (MEC) abriu ontem as inscrições aos estudantes interessados no Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies). O sistema estará disponível ao longo de todo o ano - e não só no início - e a solicitação deverá ser feita pela internet.

O Ministério da Educação (MEC) abriu ontem as inscrições aos estudantes interessados no Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies). O sistema estará disponível ao longo de todo o ano - e não só no início - e a solicitação deverá ser feita pela internet. Outra novidade é que os interessados no financiamento estudantil do governo federal terão de participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A medida é válida para quem ingressar na faculdade a partir de 2011.

No primeiro dia de inscrições, 6 mil estudantes solicitaram o Fies. As novas regras, publicadas ontem no Diário Oficial da União, fazem parte de uma série de alterações do financiamento estudantil realizada pelo MEC. O interessado terá a partir de agora um prazo maior para quitar o financiamento - três vezes o tempo de duração do curso. Além disso, as prestações serão fixas. Em entrevista coletiva, o ministro da Educação, Fernando Haddad, também anunciou que pretende estender o Fies para cursos de nível técnico.

Neste ano, o MEC já havia promovido outras mudanças no Fies, como a queda na taxa de juros, que passou a 3,4%. Além disso, médicos ou professores formados poderão pagar o financiamento com trabalho em escolas públicas ou no Programa Saúde da Família (PSF). Dois tipos de fiadores serão aceitos. A fiança tradicional, com até dois fiadores, e a fiança solidária, que pode ter de três a cinco alunos assumindo os valores do grupo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.