Mau tempo afeta 13 cidades e 50 mil moradores em SC

Vale do Itajaí e a Grande Florianópolis foram as áreas mais afetadas pelos temporais

iG São Paulo |

O município de Camboriú, em Santa Catarina, decretou situação de emergência nesta quarta-feira, em razão da chuva e dos fortes ventos que atingiram Santa Catarina entre a noite de ontem e esta madrugada.

De acordo com balanço divulgado pela Defesa Civil, o mau tempo afetou 13 cidades, prejudicando 50 mil moradores.

O Vale do Itajaí e a Grande Florianópolis foram as áreas mais afetadas. O órgão destacou que o temporal foi causado por uma frente fria e pela passagem de um ciclone extratropical na região.

A cidade de Camboriú já havia sido atingida pelo temporal dos dias 11 e 12 deste mês. Na ocasião, mais de 266 mil moradores foram afetados em todo o Estado.

Cerca de 3.900 pessoas foram desalojadas e 415 desabrigadas. Um homem continua desaparecido.

Chuva recorde

Florianópolis registrou nas últimas 24h a segunda maior chuva de sua história. Segundo informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), entre as 9h de terça-feira e as 9h desta quarta choveu 253 mm. Antes, o maior acumulado havia sido registrado em 15 de novembro de 1991, com 404,8 mm.

Em apenas quatro horas, das 22h de terça-feira às 2h desta quarta, choveu 161 mm na capital catarinense, enquanto a média pluviométrica para todo mês maio é de 97 mm.  

De acordo com o meteorologista do Inmet Flávio Varone, a chuva foi causada pelo ciclone extratropical que atingiu o Estado na terça-feira. O ciclone acontece pela elevação do ar quente, que provoca ventos fortes e chuva e, segundo ele, é normal ocorrer com mais intensidade nesta época do ano. “A chuva e o vento estão se afastando para alto mar e a nebulosidade deve começar a se reduzir à tarde”, diz.  

Há mais de um mês chove forte em Santa Catarina e, nas últimas 24h, 12 municípios tiveram danos por causa dos temporais. Conforme a Defesa Civil do Estado, a cidade de Palhoça é uma das mais atingidas, onde 300 pessoas ficaram desabrigadas nos últimos dias.

Estradas

A rodovia BR-101, na altura do Morro dos Cavalos, Grande Florianópolis, foi liberada parcialmente às 15h30 no km 232, depois de mais de quase 15 horas totalmente interditada devido ao deslizamento de uma barreira. Das três faixas da rodovia, duas foram liberadas, uma para cada sentido, sendo que a terceira deverá ser desobstruída amanhã.

O desmoronamento foi uma das consequências da histórica enxurrada que caiu sobre a região da capital catarinense entre o início da noite de ontem e a manhã de hoje. A passagem de uma frente fria e o ciclone extratropical no sul do Brasil provocaram estragos em várias cidades. O volume de chuva no período foi mais que o dobro da média prevista para todo o mês de maio. O normal é de 110 a 120 milímetros no mês, mas choveu 257,2mm na capital em menos de um dia.

Previsão

De acordo com o Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia (Ciram), a frente fria se afasta para o litoral do Sudeste e Sul e a tendência é que a intensidade dos ventos diminua, ficando entre 40 a 50 km/h. O sol deve aparecer nos próximos dias.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG