A produtora de vídeo contratada para realizar os programas de TV da candidatura a reeleição do prefeito de Santos (SP), João Paulo Tavares Papa (PMDB), foi assaltada durante a madrugada e o material que iria ao ar na propaganda eleitoral gratuita foi todo perdido. Cerca de quatro homens armados invadiram a produtora e renderam os seguranças do prédio, no bairro do Gonzaga, por volta das 3h30 da madrugada.

Três editores trabalhavam na edição dos vídeos da campanha no momento e, segundo eles, os assaltantes disseram que estariam em dez pessoas. Alguns laptops e ilhas de edição avaliados em R$ 200 mil foram roubados.

Coordenadora da campanha de Papa, a jornalista e ex-secretária de Turismo Wânia Seixas, informou que ninguém ficou ferido e que a produtora possui seguro. No entanto, ela lamenta a perda de um mês de trabalho. "Só temos o programa que vai ao ar até a próxima segunda-feira, daí em diante vamos ter que refazer tudo", disse Wânia, que descarta a possibilidade do assalto ter sido planejado por algum adversário político do prefeito. A equipe do 7º. Distrito Policial de Santos, onde o boletim de ocorrência foi registrado, investiga o crime.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.