Material da campanha do PMDB em Santos é roubado

A produtora de vídeo contratada para realizar os programas de TV da candidatura a reeleição do prefeito de Santos (SP), João Paulo Tavares Papa (PMDB), foi assaltada durante a madrugada e o material que iria ao ar na propaganda eleitoral gratuita foi todo perdido. Cerca de quatro homens armados invadiram a produtora e renderam os seguranças do prédio, no bairro do Gonzaga, por volta das 3h30 da madrugada.

Agência Estado |

Três editores trabalhavam na edição dos vídeos da campanha no momento e, segundo eles, os assaltantes disseram que estariam em dez pessoas. Alguns laptops e ilhas de edição avaliados em R$ 200 mil foram roubados.

Coordenadora da campanha de Papa, a jornalista e ex-secretária de Turismo Wânia Seixas, informou que ninguém ficou ferido e que a produtora possui seguro. No entanto, ela lamenta a perda de um mês de trabalho. "Só temos o programa que vai ao ar até a próxima segunda-feira, daí em diante vamos ter que refazer tudo", disse Wânia, que descarta a possibilidade do assalto ter sido planejado por algum adversário político do prefeito. A equipe do 7º. Distrito Policial de Santos, onde o boletim de ocorrência foi registrado, investiga o crime.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG