Massacre de centenas de jacarés é descoberto na Amazônia

BRASÍLIA (Reuters) - Autoridades brasileiras descobriram a matança de cerca de 740 jacarés em uma reserva natural na floresta Amazônica, disse uma autoridade do país na terça-feira. Inspetores do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) confiscaram aproximadamente oito toneladas de corpos de jacarés salgados e com pele, encontrados na reserva de Piagaçu-Purus, aproximadamente 300 quilômetros a oeste da capital do Estado do Amazonas, Manaus.

Reuters |

'Estamos surpresos e chocados', disse à Reuters, por telefone, Aldenira Queiroz, diretora do instituto. 'Isso indica que existe uma operação comercial de grande escala.'

A carne seria vendida para consumo humano no Pará, disse ela. Agora, provavelmente será incinerada.

A pele, a parte mais valiosa do corpo do animal, foi abandonada nos rios, disse um porta-voz da Ipaam.

Ambientalistas disseram que a reserva é o campo de caça favorito de políticos locais e ricos homens de negócios.

A caça de jacarés é proibida no Brasil por lei federal, apesar de especialistas alertarem que existe superpopulação em algumas áreas.

(Reportagem de Raymond Colitt)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG