Por Alan Baldwin BUDAPESTE (Reuters) - O presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, viajará para a Hungria na segunda-feira para visitar o piloto Felipe Massa, informou a escuderia italiana. Massa, cuja mulher está grávida do primeiro filho, será mantido sob sedação por 48 horas depois de ter fraturado a cabeça em um acidente nos treinos classificatórios para o Grande Prêmio da Hungria, no sábado.

Peter Bazso explicou que o brasileiro de 28 anos está em condição estável depois de passar no sábado por uma cirurgia no hospital militar AEK. Um exame cerebral realizado no domingo teve resultado tranquilizador.

"O exame teve o resultado que estávamos esperando tendo em vista uma lesão desse tipo", disse ele.

O médico disse que Massa permanece na unidade de terapia intensiva (UTI) e que está em uma "fase crítica" do tratamento.

Ele foi tirado da sedação por alguns momentos no domingo depois que seu pai, sua mãe e sua mulher chegaram, mas em seguida voltou a ser sedado. O médico explicou que Massa continuará assim por 48 horas antes de ser acordado de novo.

Massa foi levado ao hospital depois de ter a cabeça atingida por uma peça da Brawn de Rubens Barrichello, durante os treinos classificatórios de sábado.

Uma autoridade do Ministério da Defesa disse no sábado que o piloto esteve em uma "condição séria e correndo risco de morte" antes da operação de emergência.

A Ferrari disse em seu próprio comunicado na manhã de domingo que a "a condição de Massa permanece estável e não houve nenhuma complicação durante a noite".

O chefe de equipe da Ferrari, Stefano Domenicali, foi direto do circuito ao hospital após a corrida deste domingo sem conversar com a imprensa. A equipe disse que o colega, Kimi Raikkonen, que terminou em segundo, também faria uma visita.

Barrichello disse que também gostaria de visitar o brasileiro.

"Quero ir lá, espero que possa vê-lo. Na última noite, não me deixaram vê-lo. Eu adoraria vê-lo", disse Barrichello a repórteres. "É um pouco de um momento emocional, está queimando um pouco no meu estômago."

O vencedor da prova deste domingo, o britânico Lewis Hamilton, da McLaren, que superou Massa na corrida pelo título no ano passado por um único ponto, desejou boa sorte ao rival.

"Tenho uma boa relação com o Felipe há alguns anos e também boas batalhas contra ele", afirmou. "Não vê-lo conosco hoje foi triste, mas estou feliz que a cirurgia tenha ido bem."

"Ele tem um filho chegando, ele precisa voltar à forma para quando finalmente for pai, poderá fazer o trabalho bem".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.