SÃO PAULO - A ministra do Turismo, Marta Suplicy, declarou, nesta quinta-feira, que está ¿muito propensa¿ a ser candidata à prefeitura de São Paulo nas eleições municipais deste ano. Ela disse que a sua disposição aumentou após um café da manhã realizado em Brasília com vereadores, deputadoes estaduais e parlamentares federais para pedir o lançamento de seu nome para o cargo.

Nos bastidores da disputa paulistana, Marta já era apontada como o nome mais forte da legenda na corrida à prefeitura, mas vem resistindo a oficilizar sua candidatura.

A ministra se disse muito sensibilizada e com maior tendência a se candidatar por ter percebido todos os petistas do Estado de São Paulo unidos em torno de seu nome. "Foi muito forte o apelo porque não só mostra o partido muito unido na capital, mas também em todo o Estado. Isso me tocou profundamente e me deixa numa situação dificílima e muito propensa a aceitar", afirmou, ressaltando, porém, que ainda tem pendências a resolver antes de decidir.

"Faltam algumas coisas que têm que ser alinhavadas e outras coisas do Ministério a serem encaminhadas", disse Marta Suplicy. Outro passo a ser seguido é uma conversa com o presidente Lula porque, na avaliação de ministra, uma candidatura na cidade mais importante do País não pode ser anunciada sem diálogo com a maior autoridade do poder executivo e do seu partido.

A provável candidata aproveitou o encontro de petistas para fazer política, dizendo que está faltando planejamento às atuais autoridades para resolver problemas como o trânsito. "Tenho voltado a São Paulo regularmente e o problema do trânsito é a expressão maior da falta de planejamento. Isso também me sensibiliza [a se candidatar] porque vejo que a população passa uma situação de caos, e também na área da inclusão social", comentou. 

Na noite de quarta-feira, numa solenidade em Brasília, ela chegou inclusive a dizer que o apoio ao lançamento de um nome petista para o cargo não dependeria de uma aliança com o PMDB de Orestes Quércia, embora o considere um aliado importante pela força dessa legenda e pelo grande reforço no tempo da propaganda eleitoral na TV.

Leia mais sobre: Marta Suplicy

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.