Marta e PT oferecem vaga de vice a Erundina

Dirigentes do Partido dos Trabalhadores (PT) ofereceram à deputada Luiza Erundina (PSB-SP), na terça-feira (dia 29), a vaga de candidata a vice na chapa que será liderada pela ministra do Turismo, Marta Suplicy, à Prefeitura de São Paulo. Embora a cúpula do PSB paulista prefira apoiar a candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB), Erundina não escondeu a satisfação com a sondagem.

Agência Estado |

O pacote proposto prevê parcerias entre petistas e socialistas para as eleições municipais em Salvador, Natal, Manaus e no Rio de Janeiro, além de uma força-tarefa para resolver o imbróglio em Belo Horizonte.

O PSB também está de olho na cadeira que será deixada por Marta no Ministério do Turismo, mas o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não autorizou a abertura da temporada de discussões sobre cargos. A negociação para a entrada de Erundina na chapa foi o principal tema de uma reunião realizada ontem entre o presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), o senador Renato Casagrande (PSB-ES) e o vice-presidente do PSB, Roberto Amaral. Mas nada foi fechado.

"É muito importante para a candidatura de Marta um acordo com o PSB e com a ex-prefeita Erundina, pois reconhecemos a qualidade da gestão dela em São Paulo", afirmou Berzoini. "Pedimos ao PT ajuda em Belo Horizonte para garantir a unidade das forças políticas", emendou Casagrande. Na prática, os socialistas esperam que o PT recue da decisão de proibir a aliança com os tucanos na capital mineira. O veto deixou o candidato do PSB, Márcio Lacerda, secretário de Desenvolvimento do governo Aécio Neves, em situação constrangedora. "Não descartamos nenhum acordo, mas ainda há muito a conversar em São Paulo", contou Casagrande. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG