Marinha confirma operação de ajuda a vítimas das enchentes no Rio de Janeiro

RIO DE JANEIRO - A Marinha do Brasil confirmou neste domingo a realização de uma operação de apoio à Defesa Civil do Estado do Rio no atendimento às vítimas das enchentes na região noroeste fluminense. A ajuda da Marinha já havia sido anunciada na última sexta-feira pela assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Saúde e Defesa Civil.

Redação com agências |

  • Você tem mais informações? Envie seu relato
  • Veja a previsão do tempo para a sua cidade
  • Veja a galeria de fotos das enchentes
  • Acordo Ortográfico

    De acordo com a Marinha, as ações serão realizadas nas cidades mais atingidas da região, com o emprego de dois helicópteros, dez embarcações de casco rígido e quatro caminhões de cinco toneladas, apropriados para o trânsito em terrenos alagados.

    O apoio à Defesa Civil será de transporte de pessoal e material, além do resgate de pessoas. Segundo a Marinha, não há data prevista para o término da operação, já iniciada com o deslocamento dos militares e dos equipamentos.

    Carlos Magno

    Doze municípios do Estado do Rio de Janeiro decretaram estado de emergência

    Situação de emergência

    Doze municípios do Rio de Janeiro decretaram estado de emergência por causa dos efeitos das fortes que atingiram a região noroeste do Estado nos últimos dias. No município de Cardoso Moreira foi decretado estado de calamidade pública: 10 mil dos 12 mil habitantes da cidade tiveram perdas ou estão desabrigados.

    Na última sexta-feira, três crianças morreram afogadas em Campos dos Goytacazes enquanto nadavam em um açude. Um dique se rompeu e a correnteza arrastou as vítimas. Em Itaperuna, o efeito dos temporais foi aumentado com a cheia do rio Muriaé.

    Ontem, o governador do Rio, Sérgio Cabral, visitou Itaperuna e Campos dos Goytacazes. Ele se reuniu com os prefeitos dos municípios atingidos pelas cheias e anunciou medidas de apoio. O governador determinou a execução de um Plano de Mobilização para auxiliar às vítimas.

    Divulgação

    O governador do Rio, Sérgio Cabral, avalia efeito das chuvas em Itaperuna

    A Vigilância Sanitária já está na região para fazer uma avaliação epidemiológica da necessidade de imunização da população e do uso de antibióticos. Estou fazendo um decreto estadual de situação de emergência para as regiões Norte e Noroeste fluminense e uma avaliação de situação de calamidade pública para outras cidades, declarou Cabral durante a visita.

    *com informações das agências Brasil e Estado

    Veja também:

    Leia mais sobre: chuvas


      Leia tudo sobre: campos dos goytacazeschuvasenchenteitaperunariorio de janeiro

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG