Marina Silva acredita que vai para o segundo turno

A pré-candidata do PV à Presidência, senadora Marina Silva, está convicta de que vai disputar o segundo turno da eleição e já tem o nome do candidato a vice-presidente. Segundo turno a gente discute no segundo turno.

Agência Estado |

Vou discutir aliança com aquele que for para o segundo turno comigo", disse em resposta à pergunta se apoiaria a petista Dilma Rousseff no segundo turno. Ela não citou o nome de Dilma.

Já quanto ao vice de seus sonhos, Marina declarou que já conversou com o empresário Guilherme Leal, dono da Natura. "Ele vai decidir após refletir com a família e os amigos, tenho admiração pelo Guilherme e pedimos que ele se filiasse ao PV em tempo hábil", explicou, lembrando que o empresário sempre defendeu a Natureza.

A reforma agrária também foi abordada pela senadora acreana. "Não foi feita (a reforma agrária) no período certo, o Brasil precisa cumprir essa agenda e a reforma agrária deve favorecer a agricultura familiar", afirmou. Ela acrescentou que o agronegócio também tem o seu lugar e voltou a citar o MST. "Deve (o MST) pressionar as autoridades, mas sem extrapolar", afirmou numa alusão às invasões de terras.

Marina criticou qualquer divisão entre os brasileiros. Ninguém precisa ficar "assombrado", segundo ela. "A minha campanha é da esperança, não do medo", completou.

A pré-candidata do PV chegou a Presidente Prudente com mais de três horas de atraso. Ela teve uma crise de ciática em Andradina e, para piorar a situação, seu avião fretado não pôde decolar porque a documentação estaria irregular, segundo um assessor do PV. "Outro avião foi fretado", explicou. Em Prudente, Marina fez palestra para mais de 600 pessoas na sede das Faculdades Toledo e almoçou com empresários no Tênis Clube. Foi cancelada a visita ao Pontal do Paranapanema.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG