Marina critica comentários sobre sua religião

A ex-ministra do Meio Ambiente, recém-filiada ao PV, a senadora Marina Silva (AC), disse na noite de ontem, em Fortaleza, que estranha o fato da questão religiosa estar sendo colocada neste momento como impedimento a qualquer coisa política. Antes de trocar o PT pelo PV, Marina deixou de ser católica e virou evangélica.

Agência Estado |

Ela fez essa queixa aos jornalistas, antes de proferir palestra para 800 estudantes da Faculdade 7 de Setembro. Amanhã, a ex-petista continua em Fortaleza. Pela manhã, concede entrevista a uma rádio local. À tarde, participa de um evento do PV na Assembleia Legislativa do Ceará.

"As pessoas que confessam ter fé nesse País, eu acho, são mais de 90%. E esta é a primeira vez que estou observando que isso está sendo colocado como impedimento a qualquer coisa política. Eu nunca vi isso no Brasil. O Brasil, graças a Deus, tem um Estado laico; tem uma Constituição que assegura o direito das pessoas de acreditar e defender aquilo que acham ser melhor para as suas vidas e, obviamente, qualquer pessoa que disputa a Presidência da República ou qualquer cargo público vai estar orientado pela Constituição, pela legislação do País", disse Marina Silva.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG