WASHINGTON ¿ Uma Marilyn Monroe longe de ser o ícone da ambição loira, com a camisa abotoada até o pescoço e uma expressão inocente é destaque em uma coleção inédita de fotografias publicada pela revista Life em sua mais recente edição.

No mês passado, a revista descobriu entre seus arquivos os negativos de uma sessão que o fotógrafo Ed Clark fez em agosto de 1950 com a estrela, então com 24 anos.

Nas fotografias, nunca publicadas, Marilyn aparece relaxada no parque Griffith de Los Angeles e lendo um dos roteiros de biquíni, mostrando um lado de si mesma "que o público americano pouco viu", afirmou o editor da edição digital da "Life", Dawnie Walton.

"Ainda não tinha florescido como estrela, mas estava a ponto de conseguir algo grande", disse Walton à emissora "CNN".

Quando as fotos foram tiradas, Marilyn era muito mais conhecida como modelo e acabava de rodar "O Segredo das Jóias", fita que deu seu primeiro pequeno papel após fazer várias pontas.

Dois anos mais tarde, no entanto, Marilyn seria capa da "Life", e em 1955, a foto da loira que deslumbrava o protagonista de "O Pecado Mora ao Lado" com a saia do vestido branco esvoaçante ficaria gravada no imaginário de toda uma geração.

Embora a "Life" assegure que desconhece a razão pela qual as fotografias nunca foram publicadas, a revista revela que encontrou entre os arquivos uma nota dirigida ao editor de fotografia que qualifica a sessão como "excessiva e mal impressa".

O fotógrafo Ed Clark lembra em entrevista ao jornal "Sarasota Herald-Tribune" que o anonimato de Marilyn na época permitiu que passasse muito tempo com ela.

"Íamos a Griffith Park e ela lia poesia", lembra Clark. "Enviei vários filmes à sede da 'Life' em Nova York, e responderam: 'Quem diabos é Marilyn Monroe?'".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.