Marido confessa que empurrou mulher da varanda de prédio no Rio, diz polícia

O técnico contábil Flávio Martins de Lima, de 29 anos, confessou à polícia na manhã deste sábado que empurrou a mulher, a administradora Jaqueline Valadão Rios, de 44 anos, da varanda do apartamento onde moravam, na Tijuca, zona norte do Rio de Janeiro. A vítima caiu do segundo andar, de uma altura de cerca de 30 metros, e morreu antes de ser socorrida pelos bombeiros.

Anderson Dezan, iG Rio de Janeiro |

De acordo com o delegado adjunto da Divisão de Homicídios, Pablo Ernesto, o técnico contábil relatou que o casal havia bebido durante um churrasco com amigos e à noite, por volta das 22 horas de sexta-feira, quando os convidados já tinham ido embora, eles iniciaram uma discussão.

Ele contou que a mulher tentou agredi-lo e, na tentativa de afastá-la, deu um empurrão nela. Ela bateu no vidro da varanda, que quebrou, e caiu, disse o delegado ao iG .

Inicialmente, Flávio teria dito a policiais militares que foram ao local do crime que a queda havia sido um acidente. A esposa teria subido em uma cadeira para mexer no toldo e acabou se desequilibrando, caindo da varanda. Peritos criminais, no entanto, suspeitaram da versão já que o técnico contábil apresentava ferimentos na mão e na barriga.

O suspeito foi encaminhado para a Divisão de Homicídios e lá confessou o crime. Ele caiu em contradição e acabou confessando que empurrou a mulher durante uma discussão. Ele foi indiciado por homicídio doloso e será encaminhado para uma unidade da Polinter, informou o delegado Pablo Ernesto.

O casal estava junto havia três anos. Os filhos de Jaqueline do primeiro casamento, de 13 e 15 anos, estavam em casa na hora do acidente. Eles serão convocados para prestar depoimento. Ainda não temos uma data porque temos de respeitar a dor desses jovens, finalizou o delegado.

Leia mais sobre crimes

    Leia tudo sobre: brigacrimesviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG