Maria Rita lança DVD antes de curta temporada no Japão

SÃO PAULO ¿ A cantora Maria Rita acha graça quando dizem que ela anda numa fase ensolarada. É que junto com o novo CD, Samba Meu, veio uma Maria Rita esbelta e desinibida, que não lembra nada a diva intocável que muitos enxergavam no início de sua carreira.

Agência Estado |

Daí, o "fase ensolarada". Em entrevista para divulgar o lançamento do DVD homônimo, a cantora disse que esta é apenas uma das facetas de sua persona camaleônica. "São momentos diferentes da minha vida, sou um ser que não consegue ficar parado numa fase só", concordou ela.

Gravado no Rio, é o registro puro e simples do show que essa nova Maria Rita anda levando pelo Brasil e pelo mundo. Em breve, ela estará em curta temporada no Japão. Segundo ela, seu público a compreende e tem gostado do que vem vendo e ouvindo. "Se eu não tivesse gravado um disco de samba, teria sido um disco mais para cima de qualquer maneira." Mas a proximidade com os amigos sambistas a ajudou a definir o que viria a ser esse terceiro trabalho.

Além de seguir o protocolo de cantar músicas de seu projeto de samba, como "Samba Meu", "O Homem Falou", "Corpicho", "Tá Perdoado" e "Maltratar Não É Direito", reservou no show um bloco só para o repertório retrospectivo, incluindo "Pagu" e "Encontros e Despedidas".

Ela confessa que, na hora de montar o novo show, não se preocupou com uma coerência musical entre novas e antigas canções. "Dar unidade ou não? Fiquei com o não." Usou como parâmetro o que seu público ¿ e ela própria ¿ gostaria de vê-la cantando. O DVD traz alguns poucos extras, incluindo cenas de bastidores, e os clipes de "Não Deixe o Samba Morrer" e "Num Corpo Só".

Leia mais sobre: Maria Rita

    Leia tudo sobre: maria rita

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG