Maria da Penha vai processar Faustão

FORTALEZA - A cearense Maria da Penha Maia Fernandes, que deu nome à lei que pune violência doméstica contra a mulher, vai processar o apresentador da Rede Globo Fausto Silva. Tudo porque no último programa Domingão do Faustão, exibido no último dia 20, o jornalista afirmou que Maria da Penha ficou paraplégica porque levava surras do ex-marido. Segundo os advogados de Maria da Penha, ela foi vítima de um tiro do ex-marido. A Rede Globo ainda não se manifestou sobre o processo.

Agência Nordeste |

A advogada Dioneide Costa foi contratada para acionar a Rede Globo, exigindo uma retratação no Faustão, para que desfaça a versão de que Maria da Penha apanhava do ex-marido. Segundo Dioneide Costa, Maria da Penha se sentiu prejudicada com as palavras de Faustão.

"Eu mesma orientei a pedir retratação, uma vez que a afirmação desconstrói um pouco de sua história e afetou concretamente sua honra sujetiva", disse Dioneide.

Neste mês, Maria da Penha recebeu R$ 60 mil do Governo do Estado, como pensão reparativa pela demora no julgamento do seu caso. Em 2001, a Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA) fez uma recomendação ao Governo brasileiro para que uma multa no valor de US$ 20 mil fosse concedida a Maria da Penha.

O ex-marido da biofarmacêutica, Marco Antonio Herredia Viveiros, professor universitário de Economia, recebeu uma sentença de pouco mais de seis anos por duas tentativas de homicídio ¿ a primeira, com um tiro que deixou Maria da Penha paraplégica e a segunda, por meio de choques elétricos. O agressor, preso em 2003, se encontra em liberdade.

Leia mais sobre: Maria da Penha

    Leia tudo sobre: maria da penha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG