Mares Guia vira socialista para ajudar Lula em Minas

Isolado em seu partido desde o escândalo do mensalão, em 2005, o ex-ministro do Turismo e de Relações Institucionais Walfrido dos Mares Guia trocou anteontem o PTB pela sigla do deputado Ciro Gomes. No PSB, Mares Guia deixa para trás as divergências com o deputado cassado Roberto Jefferson (RJ), presidente do PTB e pivô da denúncia de pagamento de mesadas a parlamentares.

Agência Estado |

A mudança ajudará a fortalecer o grupo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Minas, mas Mares Guia também enfrenta um processo rumoroso. É um dos 15 alvos de inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) pelo chamado "mensalão tucano". O esquema teria funcionado em 1998, na campanha à reeleição de Eduardo Azeredo (PSDB), à época governador, hoje senador. Ele, porém, nega qualquer irregularidade.

Após Mão Santa (PI) ter trocado o PMDB pelo PSC e Expedito Júnior (RO) sair do PR para o PSDB, ontem mais um senador mudou de partido. Flávio Arns (PR) assinou a ficha de filiação ao PSDB. O partido também conseguiu trazer para seus quadros o deputado Marcelo Itagiba (RJ) e a deputada Rita Camata (ES), ambos do PMDB. A parlamentar deverá disputar uma vaga ao Senado, na chapa encabeça por Luiz Paulo Vellozo Lucas para o governo. O ingresso de Rita e de Arns teve ajuda do governador de São Paulo, José Serra. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG