SÃO PAULO - O empresário Marcos Valério, réu do mensalão e preso pela Polícia Federal durante a Operação Avalanche, deflagrada dia 10, vai continuar encarcerado em São Paulo, segundo informações da Polícia Federal. Uma ordem de prisão temporária decretada na terça-feira pela Justiça Federal, com validade de cinco dias, expirou nesta segunda-feira.

OBrito News
Contudo, no último sábado, a ordem de prisão temporária foi convertida para prisão preventiva, que tem validade de cerca de 80 dias, de acordo com a PF.

O empresário permanecia na sede da superintendência da PF, na Lapa, zona oeste da capital, e a Polícia Federal ainda não tinha informações de quando Marcos Valério seria levado para outro local, já que a prisão preventiva não pode ser cumprida na PF.

O empresário é acusado de articular um esquema de corrupção e quadrilha para forjar inquérito contra fiscais da Fazenda, que autuaram em R$ 104,54 milhões a Cervejaria Petrópolis, de um amigo seu.

Veja também:

Leia mais sobre: Marcos Valério

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.