Marcos Valério é condenado por falsidade ideológica

O empresário Marcos Valério Fernandes de Souza foi condenado pelo crime de falsidade ideológica por emissão de notas fiscais falsas da agência de publicidade SMP&B Comunicação, entre agosto de 2002 e novembro de 2003. O juiz Walter Luiz de Melo, da 4ª Vara Criminal de Belo Horizonte, condenou Valério a um ano de prisão em regime aberto, mas a pena foi substituída por multa e prestação de serviço comunitário.

Agência Estado |

A sentença, do dia 29, foi divulgada hoje pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). Ele é réu no processo do "mensalão" e considerado o principal operador do escândalo revelado pelo ex-deputado e presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson (RJ), durante o primeiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG