Marcos Valério deixa prisão no interior de São Paulo

SÃO PAULO - O publicitário Marcos Valério Fernandes de Souza deixou no início da noite de hoje a Penitenciária II de Tremembé, no interior paulista. Ele deixou a prisão um dia após o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, determinar a sua libertação.

Agência Estado |

Valério foi preso em outubro do ano passado durante a Operação Avalanche da Polícia Federal.

Desde o início da manhã a imprensa já estava posicionada em frente à Penitenciária a espera da saída do publicitário. O policiamento no local foi reforçado. Todos aguardavam a chegada dos advogados que acompanhariam Valério até sua casa, em Minas Gerais. Pela manhã, apenas o advogado Leonardo Máximo, de Caçapava, esteve na penitenciária para conversar com Valério. Os advogados chegaram por volta das 16h30 e não falaram com a imprensa, mas somente no início da noite, por volta das 18h, Marcos Valério deixou o local deitado no banco traseiro de um carro com vidros escuros.

O presidente do STF, Gilmar Mendes, ordenou ontem também a soltura do advogado Rogério Lanza Tolentino, dos delegados Silvio Salazar e Antônio Hadano e dos agentes Daniel Ruiz Balde e Paulo Endo. Ele concluiu que as prisões não estavam devidamente fundamentadas. Segundo ele, as prisões foram baseadas em "vagos termos". Eles são suspeitos de participar de um suposto grupo criminoso, formado por empresários e funcionários públicos, que em tese praticava extorsão, fraudes fiscais e corrupção.

    Leia tudo sobre: marcos valerio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG