BRASÍLIA (Reuters) - O ministro Marco Aurélio Mello, do STF, negou nesta sexta-feira liminar pedindo habeas corpus para o governador licenciado do Distrito Federal, José Roberto Arruda. Segundo a assessoria de imprensa do Supremo, o pedido precisa agora ser analisado pelo colegiado do tribunal, em sessão a ser definida. Arruda teve sua prisão decretada na quinta-feira pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), acusado de tentar subornar uma testemunha num escândalo de suposto pagamento de propinas. Ele está na Superintendência da Políicia Federal.

(Por Maria Carolina Marcello)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.