O ator Márcio Garcia, o Bahuan de Caminho das Índias , é um dos mais criticados por sua atuação na trama. Sua paixão por Maya (Juliana Paes) não tem convencido.

O choro sai forçado e o riso, contido demais. Sua paixão, assim, vem sem o fervor dos grandes épicos. Além disso, a atitude de Bahuan de ‘abandonar’ Maya, logo após a moça se mudar com ele para os EUA, é, para Márcio, fator para o público ficar ainda mais revoltado com o personagem. “Por isso eu insisto: o Bahuan não é um galã, ele é um intelectual que se sente rejeitado e tenta dar a volta”, explica.

Márcio rebate as críticas e desabafa, se dizendo “um aluno dedicado à novela” e jurando não se importar com nada do que é dito. “Os críticos, na maioria, só fazem críticas ruins. Eu não ligo. Eu só faço o que me mandam. E mais, é o meu primeiro protagonista na televisão.” Márcio - que faz seu primeiro papel na Globo depois de sair do programa O Melhor do Brasil , na Record - acredita que o público ainda não se identificou com Bahuan porque o personagem é “muito inseguro”.

Para o ator, os espectadores precisam ter paciência para se acostumar ao estilo do indiano. “Com o tempo, quem sabe as pessoas venham a gostar do Bahuan? Porém, o público precisa entender que ele não é um protagonista qualquer.” Márcio fala que Bahuan é um protagonista às avessas. “Todo mundo está acostumado a ver um mesmo estereótipo de galã na faixa das oito. Fica difícil as pessoas engolirem um protagonista que não é perfeitinho e conquistador ”, diz. As informações são do Jornal da Tarde .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.