Marcha dos prefeitos em SP pressiona governos

Prefeitos paulistas reuniram-se hoje na Assembleia Legislativa para pedir a descentralização de investimentos e o fortalecimento dos municípios. A principal reclamação é que Estado e União deixam para as prefeituras contas que não pertencem a elas.

Agência Estado |

"As prefeituras pagam por prédios para delegacias, pela compra de medicamentos de alto custo, pelo transporte escolar e pela merenda, quando muitas dessas despesas são de responsabilidade do Estado e da União", afirma o prefeito Eduardo Pereira (PT), de Várzea Paulista, representante da Associação Brasileira de Municípios (ABM).
Batizado de Marcha Paulista em Defesa dos Municípios, o evento foi preparado por representantes do PT, mas contou com prefeitos de outros partidos. "Não é um movimento partidário, mas sim municipalista", diz Pereira.
Organizada pela Frente Nacional de Prefeitos e pela ABM, a marcha vai tratar sobre os gastos em saúde, educação, carga tributária, precatórios entre outros.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG