Marcha da maconha reúne duas mil pessoas no Recife

Em Recife, segundo os organizadores, cerca de duas mil pessoas participaram da Marcha da Maconha neste domingo. Proibida por determinação judicial em pelo menos três cidades do País - São Paulo, Salvador e João Pessoa -, a manifestação foi realizada, pelo segundo ano consecutivo, nas ruas do Bairro do Recife, área histórica da capital pernambucana.

Agência Estado |

No percurso palavras de ordem e músicas em favor da legalização da maconha. A Polícia Militar acompanhou a marcha à distância, com quatro viaturas. O clima foi de tranquilidade. No final do evento, durante os discursos - feitos em um pequeno palanque montado pela organização - algumas pessoas elogiaram a Justiça pernambucana.

Futura Press
Futura Press
Marcha da maconha no Recife


Na semana passada, o Ministério Público de Pernambuco entrou com um pedido de proibição da marcha. O juiz Alípio Carvalho Filho, da 2ª Vara Criminal dos feitos relativos a Entorpecentes, entendeu que a proibição fere a liberdade de expressão e autorizou a realização do evento, com ressalva de que fosse acompanhado por autoridades policiais. No ano passado, a manifestação também aconteceu na presença de policiais. Na ocasião, também não houve registro de confronto.

Leia mais sobre: marcha de maconha

    Leia tudo sobre: maconhamarcha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG