Mantega pede a Chinaglia prioridade à reforma tributária

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse hoje que pediu ajuda ao presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), na tramitação de três projetos considerados importantes para o governo, com especial prioridade ao projeto da reforma tributária. Segundo Mantega, o governo gostaria de ver aprovada a reforma na Câmara ainda este ano.

Agência Estado |

Para o ministro, a reforma tributária trará uma grande mudança para o País, porque desonera a produção e facilita a vida do contribuinte.

O segundo projeto prioritário para o governo é a aprovação da criação do Fundo Soberano do Brasil e o terceiro é o que estabelece um limite para o crescimento da despesa com pessoal. Mantega disse que esse projeto já tramita há um ano e meio na Câmara dos Deputados. Segundo ele, a proposta é salutar para as contas públicas, porque garante que o aumento das despesas com o custeio será menor que a expansão do Produto Interno Bruto (PIB).

"Não significa que os servidores não terão mais reajustes", afirmou o ministro. "Mas garante que as contas públicas vão continuar nessa trajetória sólida de contenção de gastos", acrescentou. Ao ser questionado se o governo também pediu prioridade na proposta de criação do Ministério da Pesca e de outros cargos no Executivo, Mantega respondeu que esse assunto é da alçada do Ministério do Planejamento.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG