BRASÍLIA (Reuters) - O governo tomará todas as medidas necessárias para que o Brasil cresça 4,0 por cento no ano que vem, afirmou nesta segunda-feira o ministro da Fazenda, Guido Mantega. A crise já está afetando a economia real nos Estados Unidos, na União Européia... No caso do Brasil, o que vemos é uma desaceleração do crescimento, porém mantendo taxas positivas, disse a jornalistas.

"Não deixaremos a desaceleração se instalar no Brasil. O governo tomará as medidas necessárias, monetária e fiscal, para alcançar a meta de 4,0 por cento (de crescimento) em 2009."

Mantega reafirmou que o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) é uma política anticíclica do governo e não descartou redução de impostos para estimular as condições de investimento privado.

(Reportagem de Fernando Exman; Texto de Daniela Machado)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.