Manifestantes protestam contra aquecimento global em capitais do País

A ONG Greenpeace e manifestantes civis realizam na tarde desta segunda-feira ações da campanha mundial Tic Tac contra o aquecimento global em diversas capitais do País. O objetivo da ação é pedir aos governantes dos países que assumam o compromisso para combater o aquecimento global.

Redação com agências |

Como parte do protesto, que esta previsto para ocorrer em São Paulo, Rio de Janeiro, Manaus, Porto Alegre, Salvador, Brasília, Recife e Belo Horizonte, manifestantes ligam para o gabinete de seus governantes pedindo cuidados com o clima. Um telefonema foi feito para o gabinete do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas os manifestantes só foram atendidos pela secretária.

Agência Estado
Ação da campanha mundial Tic Tac contra o aquecimento global, nesta segunda-feira, 21, nas imediações do Rio Capibaribe, no centro do Recife (PE). O objetivo da ação é pedir aos governantes dos países que assumam o compromisso para combater o aquecimento global. Como parte do protesto, os manifestantes ligam para o gabinete de seus governantes, pedindo cuidados com o clima. Um telefonema foi feito para o gabinete do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, entretanto, os manifestantes foram atendidos somente pela secretária.
Ação da campanha mundial "Tic Tac contra o aquecimento global", nesta segunda-feira, nas imediações do Rio Capibaribe, no centro do Recife (PE).

As ações fazem parte da semana de mobilização pelo clima, que a ONG Greenpeace organiza até esta terça-feira a fim de chamar a atenção da população em torno das mudanças climáticas e cobrar compromissos reais do governo brasileiro na 15ª Conferência do Clima, em Copenhague, na Dinamarca.

Entre as reivindicações estão o desmatamento ilegal zero até 2015, a garantia de pelo menos 25% de energias renováveis na geração de eletricidade no Brasil e a transformação de pelo menos 30% do território costeiro-marinho do país em áreas protegidas até 2020.

As manifestações ocorrem a 100 dias da reunião da Organização das Nações Unidas sobre mudanças climáticas. O encontro da ONU em Copenhague vai reunir representantes de 192 países para definir o futuro regime global de emissões de gases de efeito estufa, que entrará em vigor após 2012, quando vence o primeiro período de compromisso do Protocolo de Quioto. A definição de novas metas de redução de emissões para os países desenvolvidos e de compromissos mais claros para países em desenvolvimento como o Brasil, a China e a Índia ¿ que já são grandes emissores ¿ está no centro dos impasses.

    Leia tudo sobre: aquecimento globalco2greenpeace

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG