Cerca de 200 trabalhadores da construção civil bloquearam a Ponte Octavio Frias de Oliveira, conhecida como Ponte Estaiada, no sentido Avenida Jornalista Roberto Marinho, na manhã de hoje. O grupo passou então a se dirigir para a Praça General Gentil Falcão, para se encontrar com outros dois grupos da categoria.

Por conta da interdição, o congestionamento começa próximo à Ponte da Cidade Jardim e segue até a Marginal do Tietê, acumulando mais de 15 quilômetros. A chuva fraca e a manifestação na região sul da cidade ajudaram a aumentar o índice de congestionamento nesta manhã. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), às 9h30 foram registrados 129 quilômetros de lentidão, a terceira maior marca do ano.

Os trabalhadores da construção civil iniciaram uma paralisação de 24 horas hoje. Eles reivindicam reposição da inflação e aumento real de 5,5%; cesta básica de 40 quilos (a atual tem 30 quilos); vale-refeição no valor de R$ 20; participação nos lucros e resultados das empresas; jornada semanal de 40 horas e lavanderia no local de trabalho. Eles também reivindicam alteração no piso salarial da categoria, separado por função.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.