Manifestantes bloqueiam rodovias no Rio Grande do Sul

Manifestantes ligados à Via Campesina e à Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (Fetraf/Sul) bloquearam oito rodovias do Rio Grande do Sul hoje para pedir recursos dos governos estadual e federal para os agricultores prejudicados pela estiagem. Pelo mesmo motivo, 133 prefeituras do noroeste do Estado suspenderam suas atividades durante pelo menos um dia, desde segunda-feira, mantendo apenas o atendimento à saúde.

Agência Estado |

No maior dos protestos do dia, cerca de 2 mil pequenos agricultores interromperam o tráfego na BR-386 das 9h30min às 12h30min e das 13h10min às 15h30min, em Fontoura Xavier, no noroeste do Estado, provocando um grande congestionamento. No sul, cerca de 120 assentados e acampados marcharam pela BR-392 em direção ao centro de Canguçu. No trajeto, alguns integrantes do grupo quebraram três cancelas e vidros das cabines de uma praça de pedágio, segundo relato de policiais rodoviários. O tráfego ficou interrompido por alguns minutos.

Outros grupos com centenas de manifestantes bloquearam acessos a Santa Catarina em Irai, Marcelino Ramos e Nonoai por cerca de três horas durante a manhã e por cerca de mais três horas durante a tarde. Também houve interrupções parciais e temporárias do trânsito, com liberações de meia em meia hora, em rodovias federais de São Borja, no oeste, Sant'Anna do Livramento e Hulha Negra, no sul.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG