SÃO PAULO - Cerca de 1.300 manifestantes, entre bancários e guardas civis metropolitanos, estavam concentrados no início da tarde desta sexta-feira no viaduto do Chá, no centro de São Paulo, segundo informações da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Às 13h40, a cidade registrava 61 km de lentidão.

A manifestação dos bancários faz parte da Jornada Nacional Unificada de Lutas e em comemoração ao Dia do Bancário e aniversário da Central Única dos Trabalhadores (CUT).

Já os guardas civis, em greve desde segunda-feira, exigem reajuste do salário-base da categoria, implantação de um plano de carreira e aumento do porcentual de gratificação.

A paralisação ganhou força depois da análise de uma pesquisa encomendada pelo Sindicato dos Guardas Civis Metropolitanos da Cidade de São Paulo (Sindguardas-SP). De 29 municípios paulistas consultados, a capital paulista mostrou ter a pior remuneração profissional.

Leia mais sobre: trânsito

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.