Manifestação em frente ao Congresso pede agilidade na aprovação da PEC do Cerrado

BRASÍLIA - Centenas de pessoas se reuniram por mais de quatro horas em frente ao Congresso Nacional para manifestar insatisfação contra a morosidade para aprovar o projeto de preservação do Cerrado e da Caatinga, a PEC 115/95, que tramita na Câmara há 14 anos.

Camila Campanerut, repórter em Brasília |


Entre os manifestantes, estavam índios, quilombos e integrantes de movimentos sociais com faixas e camisetas com dizeres pedindo pela defesa dos biomas. A maior parte deles fazia parte do grupo que participa do Encontro Nacional e Feira dos Povos do Cerrado, que começou no último dia 9 e vai até domingo (13/09), que já está em sua sexta edição. E o ato faz parte das atividades do grupo no Dia do Cerrado.

Agência Senado
Manifestação Pela aprovação da PEC do Cerrado, em frente ao Congresso
Manifestação Pela aprovação da PEC do Cerrado, em frente ao Congresso

Um grupo de Índios levou à Câmara dos Deputados duas toras de madeira com propostas para a conservação do Cerrado, no documento intitulado Carta do Cerrado. Eles foram recebidos pelos deputados Eduardo Gomes (PSDB-TO) e Rômulo Gouvêia (PSDB-PB) e pela senadora Fátima Cleide (PT-RO).

As reivindicações ganharam força após a divulgação do Ministério do Meio Ambiente, de que se desmata 20 mil quilômetros quadrados de Cerrado por ano ¿ o equivalente ao dobro do que é destruído na Amazônia.

Segundo o estudo do Ministério, quase a metade (48,2%) da vegetação original do cerrado já foi devastada, principalmente entre as décadas de 1970 e 1990, quando houve um crescimento de produção agrícola na região.

Após deixarem Congresso, os manifestantes seguiram em marcha até a Rodoviária de Brasília.

Leia mais sobre: Cerrado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG