Manifestação em Copacabana pede o fim do preconceito contra religiões africanas

RIO DE JANEIRO - Religiosos, intelectuais e artistas estão concentrados na Praça do Lido, na zona sul do Rio, para participar de uma caminhada na praia de Copacabana em protesto contra a intolerância religiosa.

Agência Brasil |

Eles querem reafirmar a defesa do direito constitucional de liberdade de culto e pedir o fim da violência contra os praticantes de religiões africanas como a umbanda e o candomblé.

No mês de junho, quatro jovens evangélicos invadiram um centro espírita no Catete, zona sul da cidade, insultaram fiéis e quebraram todas as imagens e objetos do local. Os jovens foram presos e processados por crime contra sentimento religioso.

O Código Penal prevê prisão de um mês a um ano ou multa para quem comete esse crime. A pena pode ser acrescida de até um terço no caso de haver violência.

    Leia tudo sobre: religião

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG