Manifestação contra a crise reúne 2 mil pessoas e prejudica trânsito em São Paulo

Cerca de 2 mil pessoas, segundo cálculos da Polícia Militar, participaram de uma manifestação na região central de São Paulo, nesta segunda-feira. O protesto, organizado pelas centrais sindicais, faz parte dos atos do Dia Internacional Contra a Crise.

Redação |

AE
Manifestantes ocupam parte da Avenida Paulista

Manifestantes ocupam parte da Avenida Paulista

A manifestação, que foi acompanhada por homens da Polícia Militar, teve início às 10h30 na Avenida Paulista. Com a passeata, que terminou por volta das 15h55 na Praça Ramos, em frente ao Teatro Municipal, diversas ruas foram interditadas prejudicando o trânsito.

Outro ponto de protesto na cidade foi registrado na Avenida Francisco Morato, com cerca de 350 pessoas, que fecharam a Rodovia Régis Bittencourt por 20 minutos. Outro grupo, com 200 pessoas, fechou por 15 minutos a Avenida dos Autonomistas.

AE
Manifestantes reunidos na Avenida Paulista

Manifestantes reunidos na Avenida Paulista

Além de São Paulo, as centrais sindicais realizaram manifestações em outras grandes capitais em defesa da manutenção do emprego. Milhares de trabalhadores participaram do movimento, que contou com ato em frente à sede do Banco Central, em Brasília.

Na capital da República, os trabalhadores se deslocaram até os ministérios do Planejamento e do Trabalho e, em seguida, à sede dos Supremo Tribunal Federal (STF).

O evento foi convocado pelas centrais sindicais e mais 19 entidades ligadas a movimentos sociais.

Leia também:

Leia mais sobre: centrais sindicais

    Leia tudo sobre: centrais sindicais

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG