Condenado por tráfico de cocaína e cumprindo pena em regime semiaberto, o major da reserva da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul Sérgio Roberto de Carvalho foi preso hoje pela terceira vez. Ele é acusado pelo Ministério Público Estadual de chefiar quadrilha que explora jogos de azar em cassinos instalados em dois bairros nobres de Campo Grande.

Carvalho ainda recebe vencimentos da PM de acordo com sua patente.

A prisão aconteceu durante a Operação Las Vegas, que envolveu 140 policiais militares e agentes da Polícia Federal. Foram presos 17 acusados, entre eles o capitão da PM Paulo Roberto Teixeira Xavier e o cabo da PM Marco Massaranduba, seguranças de duas casas de jogos.

A primeira prisão de Carvalho aconteceu em 1997, quando a Polícia Federal descobriu que o militar tinha um avião carregado com 237 quilos de cocaína pronto para decolar da Fazenda Cordilheira, em Rio Verde de Mato Grosso (MS). A segunda, em 2007, foi em outra operação da PF, para buscar jogos de máquinas caça níqueis.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.