Major da PM do Rio é assassinado com tiro no peito

O major da Polícia Militar (PM) Paulo Sérgio Duran, de 36 anos, foi assassinado hoje com um tiro no peito, quando almoçava na Churrascaria Carioca, no centro do Rio, depois de discutir com um homem que fugiu do local. Duran foi levado com vida para o Hospital Souza Aguiar, mas morreu antes de ser atendido.

Agência Estado |

Segundo a assessoria da PM, ele trabalhava havia 17 anos na polícia e estava lotado no serviço 190 na Secretaria de Segurança do Estado.

Duran era também árbitro auxiliar (bandeirinha) de futebol. Em nota, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) lamentou a morte do major. "A Comissão de Arbitragem, juntamente com todos os árbitros, expressa suas condolências a sua família", diz o comunicado. Até a noite de hoje, ainda não havia pistas do assassino.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG