Mais de duas mil pessoas são presas em megaoperação da Polícia Civil em São Paulo

SÃO PAULO - A Polícia Civil de São Paulo prendeu 2.191 pessoas durante esta quinta-feira em uma megaoperação iniciada à zero hora. De acordo com a polícia, 509 pessoas foram presas em flagrante, 1.601 foram presas por mandado, e outras 81 foram recapturadas. Além disso, 170 adolescentes foram apreendidos.

Bruno Rico, iG São Paulo |

A Operação Gênese teve como objetivo cumprir mandados de prisão, de busca e apreensão em 645 municípios do Estado onde poderiam estar escondidos autores de homicídios, latrocínios, sequestros, entre outros crimes. A ação visou também recapturar foragidos, apreender produtos piratas, máquinas caça-níqueis, entre outros objetos.

Divulgação
O secretário de Segurança, Antonio Ferreira Pinto, o delegado geral da Polícia Civil, Domingos Paulo Neto, e o diretor do Dird, Gaetano Vergini, apresentam balanço da Operação Gênese nesta quinta-feira
O secretário de Segurança, Antonio Ferreira Pinto,
o delegado geral da Polícia Civil, Domingos
Paulo Neto, e o diretor do Departamento de
Identificação e Registros Diversos da Polícia Civil,
Gaetano Vergini, apresentam balanço da
Operação Gênese nesta quinta-feira

Ao todo, foram cumpridos 1.213 mandados de busca e apreensão. Além disso, maconha, cocaína, crack e outros entorpecentes foram colhidos. A polícia capturou 57 quilos de maconha, 23 quilos de cocaína, 18,5 quilos de crack, 3,2 quilos de outros entorpecentes, além de 112 armas.

A Polícia Civil informa que participaram da ação 9.299 policiais, cerca de um terço do efetivo, e 3.024 viaturas. O balanço foi feito no início da noite desta quinta-feira. Além da capital, foram efetuadas prisões em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo.

Durante a operação, a polícia fechou um cassino eletrônico clandestino na zona sul da capital e apreendeu 29 caça-níqueis. Três homens foram detidos suspeitos de roubarem pessoas após elas sacarem dinheiro em agências bancárias. Ao todo, 345 máquinas caça-níques foram apreendidas.

De manhã, policiais da 8ª Delegacia Seccional da capital paulista estouraram na madrugada desta quinta-feira um cativeiro e libertaram dois empresários no Jardim Colorado, na região do Sapopemba. Cinco suspeitos foram detidos e encaminhados à delegacia.

Ainda durante a operação, a polícia localizou uma rádio pirata na avenida Flora, no bairro Jaguaribi, em Osasco, na Grande São Paulo. A rádio funcionava num condomínio da região. Segundo a polícia, a rádio estava interferindo na comunicação do tráfego aéreo do aeroporto Internacional de Guarulhos. No local foram encontrados um transmissor de FM, um receptor de link e um computador.

(Com informações da Agência Estado)

Leia mais sobre: Operação Gênese

    Leia tudo sobre: operaçãopolícia civilsão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG