Mais de cem pingüins da espécie Magalhães apareceram mortos ontem, a maior parte deles em estado avançado de decomposição, no litoral sul de São Paulo, segundo informações do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Só em Itanhaém, foram encontrados 80 animais.

Outros foram encontrados nas praias de Guarujá e Peruíbe. Segundo o Ibama, é comum o aparecimento de animais mortos durante o inverno, que chegam às praias geralmente após uma ressaca no mar. Mesmo com a regularidade, o Ibama estranha a quantidade. Só este ano, mais de 800 pingüins foram encontrados mortos nas praias de São Paulo.

Ainda não se sabe o que provocou a morte dos animais. O Ibama solicitou às prefeituras e aos Corpos de Bombeiros que relatem o aparecimento das aves, "para que os pesquisadores avaliem se essas mortes estão relacionadas a questões climáticas, falta de alimento, doença ou algum outro motivo", segundo a chefe regional do Ibama, Ingrid Furlan Oberg.

Segundo Ingrid, na próxima terça-feira cerca de cem pingüins serão soltos em alto mar, em Santos. "Será a primeira vez que vamos colocar os animais aqui, geralmente eles são levados para o sul", explica. "Os animais serão monitorados por anilhas e, se a experiência der certo, a partir do ano que vem os pingüins serão devolvidos ao mar aqui mesmo", conclui.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.