Mais 39 pedem exoneração da Receita nos Estados

Pelo menos 39 funcionários, entre auditores, delegados e delegados adjuntos da Receita Federal deixaram seus cargos na quarta-feira.

Agência Estado |

Segundo o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Unafisco), a maior parte - 24 funcionários - saiu de postos em São Paulo. O Rio Grande do Sul contabilizou 15 exonerações. Minas Gerais e os Estados no Nordeste não confirmaram saída de pessoal.

A partir do momento que o superintendente se afasta, os que o cercam também colocam o cargo à disposição, explicou Pedro Delarue, presidente da Unafisco. O novo superintendente agora vai ter o desafio de fazer reposição o mais rápido possível, disse. Para o presidente da Unafisco-SP, Edison Staibano, a saída de pessoal no Estado paulista é um processo quase normal. Quando se altera a cúpula por decisão do governo, há mudança subsequentes de cargos de confiança.

Desde segunda-feira, integrantes da cúpula da Receita têm pedido demissão. Em carta encaminhada ao secretário do órgão, Otacílio Cartaxo, eles condenam o que chamam de "clara ruptura com a orientação e as diretrizes que pautavam a gestão anterior".

A maioria é ligada ao grupo da ex-secretária Lina Vieira, que se envolveu em polêmica com a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff. A ex-secretária afirma que Dilma lhe pediu para acelerar investigações da Receita contra o empresário Fernando Sarney, filho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

Leia mais sobre Receita Federal

    Leia tudo sobre: receita federal

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG