Maioria no STF vota por abrir processo contra Raupp

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votou ontem pela abertura de ação penal contra o senador Valdir Raupp (PMDB-RO), mas um pedido de vista adiou pela segunda vez a abertura do processo por crime contra o sistema financeiro. Por enquanto, seis ministros já se posicionaram a favor da abertura da ação, o que transformaria Raupp em réu, e um contra.

Agência Estado |

Mas, teoricamente, os ministros podem mudar de ideia até a conclusão do julgamento.

O adiamento ocorreu porque o ministro Carlos Alberto Menezes Direito resolveu pedir vista do caso após o presidente do STF, Gilmar Mendes, ter dado um voto favorável a Raupp. Mendes já havia pedido vista, em abril de 2007, mantendo suspensa a votação por quase dois anos. O inquérito sobre Raupp foi aberto em 2003. O Ministério Público Federal acusa o senador de permitir o desvio de finalidade de recursos destinados ao Plano Agropecuário e Florestal de Rondônia (Planaforo) na época em que era governador do Estado.

Conforme o Ministério Público, a partir de um convênio com o Ministério do Planejamento, o então governador teria conseguido concretizar um empréstimo com o Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird), que deveria ser usado exclusivamente para o Planaforo, mas teria sido desviado para pagar despesas diversas do Estado. A defesa do senador nega todas as irregularidades. Procurado ontem em seu gabinete, Raupp não foi localizado nem respondeu às ligações da reportagem. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG