Maioria dos ministros de Lula entra em recesso

Executivo, Legislativo e Judiciário diminuíram fortemente o ritmo nas últimas semanas em Brasília, como também acontece no resto do País. Apenas dez dos 36 ministros do governo Luiz Inácio Lula da Silva irão trabalhar até o dia 30 de dezembro. Os outros 26 já entraram em recesso ou tiraram férias. Destes, 23 não trabalharão esta semana. As exceções foram os ministros Hélio Costa (Comunicações), Carlos Minc (Meio Ambiente) e Paulo Vannuchi (Secretaria Especial de Direitos Humanos), que ainda trabalharam na segunda-feira (28).

Rodrigo Haidar e Matheus Leitão, iG Brasília |

Veja a lista dos ministros que trabalham até dia 30

Alexandre Rocha Santos Padilha, ministro-chefe da Secretaria de Relações Institucionais

Alfredo Pereira do Nascimento, ministro dos Transportes

Carlos Lupi, ministro do Trabalho e Emprego

Edison Lobão, ministro das Minas e Energia

Fernando Haddad, ministro da Educação

José Barroso Pimentel, ministro da Previdência Social

Luiz Barreto, ministro do Turismo

Márcio Fortes, ministro das Cidades

Patrus Ananias, ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Paulo Bernardo, ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão

Tarso Genro, ministro Justiça

Veja a lista dos ministros de recesso ou férias

Altemir Gregolin, ministro da Pesca e Agricultura (férias até 15 de janeiro)

Carlos Minc, ministro do Meio Ambiente (recesso)

Celso Amorim, ministro das Relações Exteriores (férias até 7 de janeiro)

Dilma Rousseff, ministra-chefe da Casa Civil (férias até 6 de janeiro)

Edson Santos, ministro-chefe da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (recesso até 11 de janeiro)

Franklin Martins, ministro da Secretaria de Comunicação Social (férias até 11 de janeiro)

Geddel Vieira Lima, ministro da Integração Nacional (recesso)

Guido Mantega, ministro da Fazenda (férias até 15 de janeiro)

Guilherme Cassel, ministro do Desenvolvimento Agrário (recesso)

Hélio Costa, ministro das Comunicações (recesso)

Jorge Armando Felix, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (férias até 15 de janeiro)

Jorge Hage, ministro da Controladoria-Geral da União (férias até 18 de janeiro)

José Gomes Temporão, ministro da Saúde (recesso)

Juca Ferreira, ministro da Cultura (recesso)

Luis Inácio Adams, Advogado-Geral da União (recesso)

Luiz Dulci, ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República (recesso)

Miguel Jorge, ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (recesso)

Nelson Jobim, ministro da Defesa (recesso)

Nilcéa Freire, ministra-chefe da Secretaria Especial de Política para as Mulheres (férias até 11 de janeiro)

Orlando Silva, ministro dos Esportes (férias até 11 de janeiro)

Paulo Vannuchi, Secretaria Especial de Direitos Humanos (recesso)

Pedro Brito do Nascimento, ministro da Secretaria Especial dos Portos (recesso)

Reinhold Stephanes, ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (recesso)

Sergio Machado Rezende, ministro da Ciência e Tecnologia (recesso)

Presidente e Congresso

Lula só para na quarta-feira. O presidente despachou com alguns de seus ministros na segunda. Nesta terça-feira, fica pela manhã em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, para inaugurar obras do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social, junto com o ministro das Cidades, Márcio Fortes. À tarde, volta para Brasília.

O Congresso Nacional já entrou em recesso depois de aprovar a proposta orçamentária de 2010 na última quarta-feira (23).

Os tribunais superiores e o Supremo Tribunal Federal funcionam em regime de plantão, com um ministro, geralmente o presidente ou o vice, a postos para despachar os pedidos urgentes.

O Congresso e os tribunais só voltam a funcionar normalmente no dia 1º de fevereiro.

    Leia tudo sobre: brasilia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG