O maior temporal da história do Rio de Janeiro nos últimos 44 anos deixou 103 mortos até o final desta tarde, de acordo com o governo do Estado. Como a previsão é de mais chuvas, as escolas públicas não vão funcionar e a Prefeitura do Rio pediu que as particulares também continuem fechadas amanhã.

A prefeitura do Rio também informou que há 1.410 desabrigados, 368 desalojados, 56 feridos e quatro desaparecidas. Oito bombeiros ficaram gravemente feridos na tentativa de resgate em Niterói.

A cidade está em alerta. O presidente da Light, Jerson Kelman, não descarta a possibilidade de um blecaute caso volte a chover forte. Os batalhões da Polícia Militar estão recebendo desabrigados. A prefeitura do Rio lançou a Campanha de Arrecadação de Donativos para auxiliar a população desabrigada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.