Mãe que incentivou filha a brigar na escola fará exames

SÃO PAULO - O Conselho Tutelar de Araçariguama, a 45 km de São Paulo, anunciou nesta quinta-feira que a mãe que incentivou a filha de 15 anos a brigar na porta da escola passará por uma análise psicológica. A jovem passará pelo mesmo procedimento. Os laudos dos exames apontarão se Meire Aparecida Fernandes está apta a continuar com a guarda da adolescente.

Agência Estado |

De acordo com o órgão, se os exames mostrarem que a mãe não tem condições psicológicas de educar a filha, a jovem ficará na casa de um parente. A data para a realização dos exames não foi marcada. O processo deve levar ao menos dois meses para ser concluído.

A ex-monitora de ônibus de uma escola estadual da região foi notificada a comparecer nesta tarde no Conselho Tutelar, mas até às 16 horas ela não havia aparecido. A atitude da mulher é encarada pelo órgão como "desinteresse" pela situação.

Meire é acusada de incentivar a filha a agredir outra adolescente na última sexta-feira. Um dos alunos da escola filmou a confusão.

Devido ao episódio, a Prefeitura de Araçariguama divulgou nota anunciando a demissão da monitora. Ela trabalhava nos ônibus que transportam os alunos.

Assista ao vídeo abaixo



Leia mais sobre: violência em escola

    Leia tudo sobre: escola

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG