criatura - Brasil - iG" /

Mãe de Raoni diz que pai de assassino culpa Santo Daime para proteger criatura

Ao afirmar que o filho piorou após começar a frequentar as cerimônias do Santo Daime, Carlos Grecchi Nunes, pai de Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, assassino confesso de Glauco Villas Boas e seu filho, Raoni, esboça uma estratégia de defesa para ¿proteger a criatura¿. A afirmação é de Érica Ornellas, mãe de Raoni. As declarações de Grecchi Nunes foram feitas durante entrevista à TV Globo.

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

É a defesa que começa a se esboçar. Ele está fazendo o papel dele de pai, que é proteger a sua cria. Ou a sua criatura.

AE
Primeira mulher de Glauco, Érica Ornellas participa de homenagem ao
cartunista e ao filho deles, Raoni, em missa de sétimo dia, em São Paulo

Com a voz embargada, e tremendo muito, Érica disse que, embora não seja do Santo Daime, seita da qual pai e filho eram adeptos, não há vínculo entre a atividade e o assassinato. Isso é coisa de psicopata, de maluco. O Santo Daime nunca marginalizou ninguém, disse ela, à saída da missa de sétimo dia que aconteceu no final da tarde no Santuário Nossa Senhora de Fátima, no bairro do Sumaré, em São Paulo.

A cerimônia reuniu, em sua maioria, familiares e amigos de Érica, enquanto, no mesmo dia, amigos e parentes de Glauco fizeram homenagem ao artista e o filho dele na igreja Céu de Maria, onde morava o desenhista e fundador da seita.

Sobre o fato de participar de um evento católico em memória das vítimas, ela afirmou que a cerimônia no pico do Jaraguá, onde fica a Igreja Céu de Maria, foi muito bonita, mas essa é a nossa homenagem, na nossa crença.

Reencarnação

Segundo a polícia, a motivação do crime foi um surto psicótico. "Mas isso não significa que ele agiu como um tresloucado. Embora fosse um garoto de classe média alta, Cadu tinha atitudes de um criminoso contumaz como, por exemplo, se recusar a dizer de quem comprou a arma", disse o delegado chefe do Departamento de Polícia Judiciária da Macro São Paulo (Demacro), Marcelo Carneiro Lima.

No depoimento, Cadu disse que seu objetivo era esclarecer com Glauco pontos referentes à reencarnação, um dos pilares da doutrina do Santo Daime. "Assim como você (Glauco) explica a reencarnação dos outros dizendo que o Alfredo (não identificado) é o rei Salomão, que o Negão, o Mestre Irineu (fundador do Santo Daime) é a reencarnação de Jesus Cristo, assim como as pessoas dizem que você (Glauco) é São Pedro e o Raoni é Davi, se vocês têm essa capacidade de falar em reencarnação digam quem é a reencarnação do meu irmão (Carlos Augusto)", explicou Cadu à polícia.

Depois de passar alguns minutos fazendo ameaças a Raoni, Glauco e sua mulher, Beatriz, Cadu teria entrado em desespero quando percebeu que Felipe aproveitou a descuido para fugir. Transtornado ele teria atirado na barriga do cartunista. Raoni reagiu e levou quatro tiros.

Mesmo ferido, Glauco ainda tentou reagir e foi alvo de novos disparos, um deles na cara. Cadu ainda explicou porque não atirou em João Pedro, um hóspede de Glauco que presenciou o crime. "O João Pedro é meio louco, não fala coisa com coisa".

Carreira

AE
Glauco em foto de 1986
Nascido em 1957, em Jandaia do Sul, no Paraná, Glauco Villas-Boas publicou sua primeira tira em 1976 no Diário da Manhã, de Ribeirão Preto. A carreira decolou após ser premiado no Salão Internacional de Humor de Piracicaba, também em 1976, e na 2ª Bienal de Humorismo y Gráfica de Cuba.

Glauco começou a publicar suas tiras no jornal "Folha de S.Paulo" de maneira esporádica em 1977 e, em 1984, os desenhos passaram a ser regulares. Ele desenvolveu os personagens Geraldão, Casal Neuras, Doy Jorge, Dona Marta e Zé do Apocalipse.

Como redator, fez parte do elenco de redatores da TV Pirata, da Rede Globo. Músico, também tocava em bandas de rock.

Em parceria com os cartunistas Angeli e Laerte, lançou os "Los Três Amigos", tira com histórias sarcásticas que também eram publicadas pela Folha. Em 2006, publicou o livro "Política Zero", com 60 charges sobre a crise no governo Lula. 

Leia também:

  • Sob clima de grande emoção, Glauco e filho são enterrados
  • Suspeito dizia que era Jesus Cristo, dizem amigos de Glauco

    Leia mais sobre: Glauco

    • Leia tudo sobre: glauco villas boas

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG