Los Angeles (EUA), 29 jul (EFE).- A mãe de Michael Jackson, Katherine, lutará para ser a responsável por gerenciar a herança deixada pelo rei do pop, o que vai de encontro ao que foi estabelecido pelo cantor em testamento, informou hoje o site TMZ.

Getty Images

Michael Jackson

A tensão entre Katherine e os executivos designados por Michael para controlar a herança cresceu desde que ela perdeu o controle temporário de administrar os bens do filho em virtude da última vontade conhecida do artista, datada de 2002.

O documento deu plenos poderes ao advogado John Branca e ao executivo John McClain para tomar as decisões que considerem necessárias para manter e aumentar o patrimônio de Michael, que deixou sua família fora do controle de seus bens.

Branca e McClain receberam sinal verde da Justiça de Los Angeles para assumir o controle dos bens do artista em 6 de julho, relegando a Katherine a essas funções que exercia provisoriamente após a morte do filho.

O tribunal, no entanto, marcou uma nova audiência para 3 de agosto a fim de tomar uma decisão definitiva sobre quem serão os encarregados de administrar a herança do rei do pop.

O advogado da mãe de Michael, Londell McMillan, assegurou hoje em comunicado que pedirá ao juiz que nomeie ela co-responsável pelos ativos do cantor.

McMillan disse que Branca e McClain estão impedindo Katherine de saber os detalhes do acordo assinado por Michael com a AEG, empresa encarregada de organizar os shows que o artista faria em Londres, e que, segundo o advogado, poderiam representar uma imensa fonte de renda.

"Os administradores especiais rejeitaram todos os pedidos", afirmou Katherine em documentos apresentados perante a Justiça, em que diz que tentam mantê-la à "sombra" durante o maior tempo possível.

Os advogados se defenderam hoje e explicaram que os defensores legais de Katherine se negaram a assinar um acordo de confidencialidade antes de facilitar informação referente ao contrato com a AEG.

Além disso, acusaram os advogados de Katherine de querer "voltar a escrever a vontade de Michael para fazer com que a senhora Jackson seja nomeada gerente", e insistiram que isso não é o que o cantor diz no testamento.

Katherine Jackson foi designada pelo "rei do pop" como responsável por cuidar de seus três filhos, assim como beneficiada de 40% de sua herança.

Outros 40% iriam para seus filhos e os 20% restantes seriam destinados a financiar organizações beneficentes não especificadas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.