Mãe de Isabella Nardoni se emociona ao voltar à rua onde filha foi morta

SÃO PAULO ¿ Após quase um ano da morte da filha Isabella Nardoni, Ana Carolina Oliveira se emocionou ao tentar voltar ao lugar onde a filha foi morta. Os principais acusados da morte da menina, que foi jogada do 6º andar de um prédio, são Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, pai e madrasta da menina.

Redação |

Ana Carolina refez, com a reportagem da Band News, o trajeto do dia 29 de março de 2008 após ter recebido uma ligação da madrasta da menina. "Reviver tudo isso é muito difícil. Eu queria chegar lá o mais rápido, se eu pudesse voar, eu voava", disse.

Ela se lembrou do último diálogo que teve com a filha, um dia antes do crime, em que Isabella contou que estava bem e disse mamãe, eu te amo muito, muito, muito. Ao chegar à rua do prédio, de onde Isabella foi jogada, ela se emocionou. Eu não consigo nem olhar pra esta rua, disse.

Questionada pelo jornalista se algum dia conseguiria olhar para aquela rua e superar a situação, ela respondeu: não sei. Só o tempo vai me dizer, mas hoje eu não consigo.

Júri popular

Na terça-feira, o Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu que os dois acusados da morte de Isabella serão submetidos a júri popular . A defesa de Anna Carolina Jatobá e Alexandre Nardoni havia entrado com um recurso para anular a decisão do juiz Mauricio Fossen, da 2ª Vara do Júri da Capital. Apesar dos esforços, os magistrados decidiram manter a forma de julgamento e a reclusão do casal.

Assista à reportagem em vídeo:

Leia mais sobre: Isabella Nardoni

    Leia tudo sobre: isabellaisabella nardoni

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG